Mengo Mania

Notícias

Outros Canais

Jogos

Shola, o fenômeno Nigeriano que ilumina os gramados Rubro-Negros

Conheça a trajetória inspiradora de Shola, o talento africano que brilha no Flamengo

Redação
Foto: Conmebol Shola beija a Taça Libertadores Sub-20

Shola tornou-se uma figura notável no Brasil desde que ingressou na base do Flamengo, em abril do ano passado, como o primeiro africano a fazê-lo. No entanto, mais do que apenas sua origem, o jovem de 19 anos tem se destacado pelo seu excepcional desempenho no campo, especialmente durante a recente conquista da Libertadores Sub-20, onde marcou o gol que abriu caminho para a vitória sobre o Boca Juniors, garantindo o título para os rubro-negros.

Origemando da cidade de Ifaki, na Nigéria, Shola superou inúmeros obstáculos, desde questões linguísticas e culturais até a saudade de sua família, para alcançar o sucesso no Brasil.

"Fiquei muito feliz por ter ganho a Libertadores, que foi meu primeiro troféu. Mandei as fotos e o vídeo do gol para a minha família. Eles estão empolgados por eu estar crescendo na minha carreira", disse Shola, revelando sua gratidão pelo apoio de seus entes queridos.

Continue lendo após a publicidade

Apesar das dificuldades com o idioma, Shola encontra na linguagem universal do futebol uma forma de se comunicar e se integrar à equipe. Sua determinação em superar barreiras é evidente, mesmo quando ainda está aprendendo o português.

Shola demonstra sua admiração pelo ambiente profissional, destacando sua experiência nos treinamentos com os jogadores mais experientes, especialmente com aqueles que compartilham seu estilo de jogo, como "o camisa 27", cuja velocidade e habilidade ele tenta emular em seu próprio jogo.

Sua jornada não foi isenta de desafios. No entanto, ao encontrar apoio em seu compatriota Hassan Haruna, outro talento africano no Flamengo, Shola sente-se em casa. A conexão com Haruna, com quem compartilha não apenas a nacionalidade, mas também a etnia, proporcionou-lhe um senso de pertencimento e conforto que ele inicialmente não experimentou.

Hoje, Shola é mais do que apenas um jogador promissor; ele é um símbolo de superação e diversidade, enriquecendo o panorama futebolístico brasileiro com sua presença e talento.

Destaques da matéria

  • Shola, o primeiro africano a integrar a base do Flamengo, conquista a Libertadores Sub-20.
  • Determinação e habilidade: como Shola superou os obstáculos para se destacar no Brasil.
  • A influência positiva de jogadores experientes, como "o camisa 27", no desenvolvimento de Shola.
  • A conexão especial entre Shola e seu compatriota Hassan Haruna, que o ajudou a se sentir em casa no Flamengo.
  • A importância da diversidade e inclusão no cenário esportivo, representadas pela trajetória de Shola.

Comente