Mengo Mania

Notícias

Outros Canais

Jogos

Gabigol: Em busca dos recordes na Libertadores

Gabigol, artilheiro do Flamengo, mira recordes na Libertadores em entrevista exclusiva.

Redação
Foto: Divulgação/ C.R. Flamengo Gabigol, atacante do Flamengo, chegando no Maracanã.

Gabigol e Libertadores formam uma dupla de sucesso inigualável no Flamengo. Com cinco participações na competição, o craque esteve presente em três finais e contribuiu para a conquista do título em duas ocasiões. Surpreendentemente, dos quatro gols marcados pelo clube nessas decisões, todos foram obra do camisa 10, consolidando-o como o maior artilheiro entre os brasileiros que almejam o troféu mais desejado da América do Sul.

Rumo aos recordes

Com 31 gols na competição (um pelo Santos e os demais pelo Flamengo), Gabigol está a apenas seis gols de alcançar a segunda colocação na lista geral de artilheiros, atualmente ocupada pelos uruguaios Fernando Morena e Pedro Rocha. Em uma entrevista durante o Content Day da Conmebol Libertadores, o ídolo rubro-negro expressou confiança em atingir essa marca, ressaltando a importância de mais oportunidades de jogo para alcançar seus objetivos.

"Acho possível, espero que isso aconteça, sabendo que a gente tem que jogar o maior número de jogos possível para isso acontecer", disse Gabigol, consciente da necessidade de continuidade e do tempo ao seu favor, já que completará 28 anos em agosto.

Continue lendo após a publicidade

Buscando o topo

Questionado sobre a possibilidade de alcançar os 54 gols do equatoriano Alberto Spencer, líder absoluto da artilharia da Libertadores, Gabigol não descartou a ideia, mas condicionou o feito a uma permanência no futebol brasileiro. "Claro que é inevitável você mirar isso, tenho mais esse ano de contrato. Não sei como vai ser. Caso eu fique no Brasil, acho que é possível", afirmou o atacante, mantendo o foco no sucesso coletivo e nas conquistas do Flamengo.

Objetivos coletivos em primeiro plano

Apesar das metas individuais, Gabigol prioriza o desempenho da equipe e as conquistas coletivas. "Nunca fiz nada sozinho", destacou o artilheiro, enfatizando a importância do trabalho em equipe para alcançar os objetivos. O atacante ressaltou a necessidade de um bom desempenho do time para chegar às finais e, consequentemente, aumentar suas chances de conquistar mais títulos e recordes pessoais.

Destaques da matéria

  • Gabigol busca marcar seu nome na história da Libertadores pelo Flamengo.
  • Artilheiro do clube, ele mira recordes individuais e coletivos na competição.
  • Confiança e determinação marcam as declarações do craque rubro-negro.
  • Prioridade é o sucesso do time e a conquista de títulos para o Flamengo.

Com informações do site ge.globo.

Comente