Mengo Mania

Notícias

Outros Canais

Jogos

Flamengo em defesa de Gabigol: Nota após condenação por fraude no antidoping

Flamengo apoia Gabigol após condenação por doping. Confira a declaração do clube.

Redação
Foto: Marcelo Cortes / Flamengo Rodolfo Landim, presidente do Flamengo

Após a condenação de Gabigol por tentativa de fraude no exame antidoping, o Flamengo emitiu uma nota na tarde desta segunda-feira. O clube avisou que vai ajudar o jogador no recurso à Corte Arbitral do Esporte.

De acordo com a diretoria rubro-negra, "não houve qualquer tipo de fraude, nem mesmo tentativa" por parte do jogador.

A suspensão e a defesa do Clube

A suspensão imposta pela Justiça Desportiva Antidopagem deixa Gabigol fora dos gramados até abril de 2025. No entanto, o Flamengo reitera seu apoio ao atleta, afirmando que irá auxiliá-lo na apresentação do recurso.

Continue lendo após a publicidade

Posicionamento oficial do Clube

Em sua declaração oficial, o Flamengo expressou surpresa com a decisão do julgamento e destacou sua convicção de que Gabigol não cometeu qualquer irregularidade. O clube está determinado a buscar a revisão da pena junto à Corte Arbitral do Esporte (CAS).

Leia a nota na íntegra

"O Clube de Regatas do Flamengo, tomando conhecimento do resultado do julgamento do seu atleta Gabriel Barbosa, no sentido de aplicação de pena de suspensão de 2 anos, até abril de 2025, por 5 votos pela condenação e 4 pela absolvição, vem a público dizer que recebeu com surpresa a referida decisão e que auxiliará o atleta na apresentação de recurso à Corte Arbitral do Esporte (CAS), uma vez que entende que não houve qualquer tipo de fraude, nem mesmo tentativa, a justificar a punição aplicada."

Notícias relacionadas

Destaques da matéria

  • Flamengo emite nota em apoio a Gabigol após condenação por fraude no anti-doping.
  • Clube reitera convicção de inocência do jogador e promete auxílio no recurso.
  • Suspensão de Gabigol mantém jogador fora dos gramados até abril de 2025.
  • Posicionamento firme do Flamengo visa revisão da decisão pela Corte Arbitral do Esporte.

Comente