Mengo Mania

Notícias

Outros Canais

Jogos

Com zagueiros em boa fase, Fla-Flu fazem primeiro jogo da semifinais

No melhor momento da carreira, Léo Pereira lidera melhor defesa da competição e sonha com seleção.

Redação
Foto: Reprodução Léo Pereira se tornou pilar da defesa do Flamengo desde 2022 e diz acreditar no título brasileiro em 2023

Em meio aos badalados e estrelados elencos de Fluminense e Flamengo, que se enfrentam hoje, às 18h30, no Maracanã, na partida de ida da semifinal do Campeonato Estadual, dois jogadores, de uma posição que não costuma ter tantos hofolotes, têm se destacado: os zagueiros Thiago Santos, do tricolor, e Léo Pereira, do rubro-negro. Com trajetórias parecidas nos clubes e diferentes em relação ao setor do campo, os dois dão uma sustentação importante ao seus respectivos times.

No melhor momento da carreira, como tem confidenciado a pessoas próximas, Léo Pereira é um dos grandes destaques não só do sistema defensivo do Flamengo em 2024, mas do time como um todo. Ele é o líder da defesa que só sofreu um gol em todo o Estadual, ainda quando utilizava os garotos da base como titulares — o elenco principal do rubro-negro ainda não foi vazado. O zagueiro também tem tido bom desempenho na frente. Já são três gols no ano — 50% dos seis marcados em 2018, pelo Athletico, a sua temporada mais artilheira —, sendo um deles decisivo para vitória sobre o Botafogo, e outro de falta, contra o Madureira.
Seleção brasileira

Contratado pelo Flamengo em 2020, após muitos títulos pelo Athletico, Léo Pereira esteve abaixo nas duas primeiras temporadas no clube, onde sofreu com a desconfiança da torcida. Em 2022, com Dorival Júnior, subiu de produção e garantiu a titularidade. Desde então, evoluiu em diversos fundamentos, e tem se destacado por um ponto que sempre foi seu forte: a saída de bola. Com bom passe de longa e média distância, o zagueiro é peça fundamental na construção ofensiva do time de Tite.

Continue lendo após a publicidade

Tudo isso faz com que Léo Pereira sonhe com uma convocação para a seleção brasileira, treinada pelo mesmo Dorival Júnior. Sob o comando do ex-comandante rubro-negro, o zagueiro foi campeão da Libertadores e da Copa do Brasil, em 2022. Com passagem pela seleção nas categorias de base, ele tem a expectativa agora se ser convocado pela primeira vez na carreira para a principal.

"Karolino"

Segundo a torcida do Flamengo, um dos segredos por trás desse sucesso de Léo Pereira não tem ligação com treinos ou questões táticas, mas sim com o amor. Na virada do ano, o zagueiro engatou um relacionamento com a influenciadora digital Karoline Lima. O namoro rendeu ao defensor o apelido de “Karolino”.

É comum ver Léo Pereira comemorando os gols que marca com um coração em homenagem à namorada. Além disso, ela é presença garantida nos jogos do Flamengo, no Maracanã. De acordo com pessoas próximas, o casal ainda não pensa em dar o próximo passo na relação, mas está feliz e curtindo o momento.

Posição errada

No lado tricolor, Thiago Santos, titular absoluto da zaga desde a saída de Nino para o Zenit, da Rússia, foi levado para a posição por Fernando Diniz. O treinador costuma brincar que o ex-volante atuou na posição errada durante toda a carreira. Ao que tudo indica, o camisa 29 concorda. Feliz, ele entendeu que neste setor pode render mais. Assim, não se considera mais um improvisado ali, mas um zagueiro de ofício.

Mas o clima do defensor no clube nem sempre foi dos melhores nas Laranjeiras. Contratado em baixa do Grêmio, onde saiu muito criticado pela torcida, Thiago Santos precisou encarar a desconfiança da torcida do Fluminense. Em diversos momentos de 2023, na época atuando como volante, o atleta chegou a ser vaiado. O cenário mudou com a transformação tática.

Nesta temporada, Thiago Santos tem seis partidas como zagueiro, sendo três vitórias, dois empates, uma derrota e apenas dois gols sofridos. Ao todo, o defensor fez 14 jogos na posição — sendo oito em 2023, quando atuava com o time reserva. Os números e o bom desempenho, com atuações seguras e importante papel na já tradicional saída de bola de Diniz, fizeram o contrato com o Fluminense, que terminaria em dezembro , ser ampliado até o fim de 2025.

Ausências nas equipes

Thiago Santos está confirmado no clássico, mas o Fluminense tem alguns problemas. André, suspenso pela expulsão contra o Botafogo, está fora, assim como Samuel Xavier e Douglas Costa, ambos lesionados. Lima e Renato Augusto disputam a vaga do volante, enquanto Guga será o titular na lateral direita.

No Flamengo, Gerson, que passou por cirurgia renal, Gabigol e Wesley, que ainda se recuperam de problemas musculares, são desfalques de Tite. Por outro lado, o zagueiro Léo Ortiz foi relacionado e pode estrear com a camisa rubro-negra.

Fonte: O Globo

Comente