Mengo Mania

Notícias

Outros Canais

Jogos

Flamengo na altitude: Estratégias contra o 'mal agudo da montanha'

Descubra como o Flamengo enfrenta a altitude e o 'mal agudo da montanha' na Libertadores!

Redação
Foto: Arte Mengo Mania Flamengo x Bolívar

Desafios da Altitude

O Flamengo mais uma vez se prepara para enfrentar as alturas na Libertadores, buscando estratégias para minimizar os impactos do ambiente hostil. Na próxima quarta-feira, o Rubro-Negro subirá os cerca de 3.600m para chegar a La Paz, onde terá pela frente o Bolívar, em um desafio crucial pela Taça Libertadores, às 21h30.

Em entrevista coletiva neste domingo, o preparador físico Fabio Mahseradjian revelou detalhes da logística adotada pelo Flamengo para lidar com os efeitos da altitude:

Nossa estratégia de chegar na hora do jogo é para evitar o 'mal agudo da montanha'. Quando você põe o pé nessa alta altitude na hora, você começa a ficar ofegante, a hiperventilar. Com o tempo passando, os efeitos dessa exposição começam a vir.

Continue lendo após a publicidade

Adaptação à Altitude e Desafios Futuros

Mahseradjian destacou que a maneira ideal de adaptação seria uma viagem com antecedência, o que não é viável devido ao calendário do futebol. Assim, a delegação do Flamengo viajará para a Bolívia na terça-feira e ficará hospedada em Santa Cruz de la Sierra, a 400 metros acima do nível do mar, antes de seguir para La Paz no dia do jogo.

A experiência passada em altitude, como o jogo contra o Millonarios, em Bogotá, a 2.600m, também é considerada para ajustar as estratégias. O Flamengo busca entender como cada jogador reage às altitudes extremas, visando otimizar a performance e minimizar os impactos negativos.

Destaques da Matéria

  • Estratégias do Flamengo contra o "mal agudo da montanha" em La Paz.
  • Logística e adaptação da equipe às altitudes extremas na Libertadores.
  • Experiências anteriores em Bogotá e preparação para desafios futuros.
  • Impactos na performance e objetivos do Flamengo na competição.

Comente